26 mil pessoas estão cadastradas para estudo sobre a vacinação em Serrana

Estudo que avalia a imunização contra a Covid-19 começa nesta quarta-feira (17)

Imagem ilustrativa da vacina Coronavac - Foto: Agência Brasil
Continua depois da publicidade

26 mil pessoas já estão cadastradas para a vacinação em massa, que começa nesta quarta-feira (17), no município de Serrana, localizado na região metropolitana de Ribeirão Preto.

A vacinação faz parte de um estudo pioneiro do Instituto Butantan, que avalia a imunização contra a Covid-19. A expectativa, de acordo com o Governo, é atingir 30 mil pessoas adultas na cidade.

O diretor do Hospital Estadual de Serrana, Gustavo Jardim Volpe, explicou, em entrevista ao telejornal Bom Dia Cidade, como que o estudo vai funcionar na cidade, apresentando ainda diferenças do processo comum de imunização.

“Como é um projeto de pesquisa, é importante salientar que tem todo um tempo, tem todo um processo para ser cumprido. Então, a pessoa tem que passar por uma entrevista clínica, vai coletar o exame de sangue e depois ela vai ser vacinada. A gente estima que a pessoa vai ficar durante todo o processo por volta de uma 1h15, 1h30. Então, é bom que a pessoa já venha preparada para isso também. Porque não é uma vacinação comum, é um estudo”, disse.

Segundo o Governo do Estado de São Paulo, o estudo deve durar aproximadamente três meses e o município de Serrana foi escolhido após apresentar taxa de infecção elevada da covid-19.

“A ideia é vacinar o maior número de pessoas da população adulta. Nós estamos prevendo uma vacinação que pode chegar a 30 mil pessoas. E, com isso, a gente acompanha a evolução da epidemia. Tem aspectos técnicos que vão permitir fazer cálculos, fazer projeções e calcular se a vacina é capaz de diminuir a transmissão do vírus”, explicou o diretor do Instituto Butantan, Dimas Cova.

Nenhuma postagem para exibir