Sem apoio e com derrota certa, prefeito Duarte Nogueira retira projeto sobre reforma do IPM da pauta

Decisão foi divulgada para vereadores pelo whatsapp presidente do Sindicato dos Servidores comemora

Laerte Augusto, presidente do Sindicato dos Servidores - Fotos: Divulgação

Temendo uma derrota acachapante, o prefeito Duarte Nogueira (PSDB) decidiu retirar, na última hora, da pauta de votação da Câmara o projeto de lei que estipula regras para a chamada reforma do Instituto De Previdência dos Municipiários (IPM). A votação deveria acontecer na próxima terça (10). Oficialmente, o governo argumentou que retirou a proposta “para análise e aprimoramento”.

O projeto havia sido enviado à Câmara em dezembro de 2019 e previa a modificação do Regime Próprio De Previdência Social (RPPS) dos servidores, adequando a legislação municipal com as mudanças promovidas no governo federal.

“Atendendo o anseio dos vereadores, dos servidores e do Sindicato que trouxe este item na sua pauta, a Prefeitura Municipal através do Executivo está retirando da casa o PLC105/2019 que trata da reforma da previdência. O mesmo deverá ser enviado em momento oportuno e com a chance de maior amadurecimento e reflexão de todos nós, além da sociedade como um todo”, disse o prefeito, em mensagem enviada aos vereadores pelo whatsapp.

Pelas redes sociais, o líder do governo, André Trindade (DEM), também se manifestou. “Essa reivindicação realmente preocupava muito os servidores, foram muitas conversas e questões técnicas para que a gente pudesse retirar [o projeto], para que possa ter um amadurecimento dessa questão”, declarou Trindade.

Já Laerte Augusto, presidente do Sindicato dos Servidores, comemorou. “Esse problema estava preocupando todos os trabalhadores. Acho que começamos bem as negociações”, disse.