“Que me perdoe o Nogueira, mas estamos muito mal representados”, afirma presidente da Acirp

Para Dorival Balbino, faltou Nogueira "bater na mesa" em defesa da cidade; empresário classificou governador João Doria de "ditador"

Azedou de vez o clima entre o setor empresarial e o prefeito Duarte Nogueira (PSDB). O motivo? A recente decisão do governo estadual em fechar o comércio não essencial na cidade.

Contumaz aliada da administração Nogueira, a Associação Comercial e Industrial de Ribeirão Preto (Acirp) subiu o tom das críticas conta o prefeito. O presidente da entidade, Dorival Balbino, chegou a dizer que a cidade está “mal representada”  por Nogueira.

O empresário ainda chamou o governador do Estado, João Dória, do mesmo partido de Nogueira, de “ditador”.

“Acontece que o prefeito está conformadinho com o que o [governador João] Dória faz. Que me perdoe o Nogueira, mas estamos mal representados em termos de defender os interesses de Ribeirão Preto junto a esse governador, ditador”.

Procurado através de sua assessoria, o prefeito Duarte Nogueira não se manifestou sobre o assunto até o fechamento da matéria.

Saúde

Comércio de Ribeirão durante a sexta-feira – Foto: Gleice Lira

Nogueira também foi alvo de severas críticas no setor médico, mas não pelo fechamento do comércio. Muitos médicos afirmaram publicamente que a retomada do comércio deveria ter sido barrada na cidade.

Um desses profissionais é Domingo Alves, um dos mais respeitados gestores de saúde na cidade. Segundo ele, a reabertura ocorreu “em um momento completamente inoportuno”, já que a cidade registrava crescimento de casos e mortes. “Na verdade, não houve ciência na reabertura do comércio, foi uma situação política”, afirma.

Assim como Benedito Maciel, superintendente do Hospital das Clinicas, Alves defendeu publicamente o fechamento do comércio. “É a medida mais correta a ser feita. A reabertura, na verdade, sequer deveria ter ocorrido”, analisa.