“O carro na frente dos bois”, afirma vice-prefeito sobre decisões de Nogueira relacionadas ao IPTU

Carlos Cezar Barbosa não concorda com as atitudes do prefeito Duarte Nogueira

Foto: Arquivo/Câmara Municipal de Ribeirão Preto.
Continua depois da publicidade

O vice-prefeito de Ribeirão Preto, Carlos Cezar Barbosa, criticou na tarde desta quinta-feira (10) o decreto do prefeito Duarte Nogueira (PSDB) que barrou o projeto “IPTU Verde” na cidade. A decisão publicada no último dia 28 de dezembro no Diário Oficial do Município (DOM) voltou a ser discutida hoje em uma Sessão Extraordinária da Câmara que aprovou um Decreto Legislativo que derruba o que foi decidido pelo executivo.

Segundo Barbosa, a medida do governo municipal se baseou em “ilegalidades” que precisavam ser revertidas.

Além disso, na entrevista concedida com exclusividade ao Grupo Thathi, o também ex-secretário de Assistência Social disse que os aumentos no Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU) propostos pelo prefeito são arbitrários.

“Como vice-prefeito, me vejo na obrigação de fazer um trabalho pela legalidade. Não seria correto me silenciar em uma situação como essa, finalizou.

Confira o áudio com a entrevista completa.

 

Questionada pela Reportagem, a prefeitura informou que não se pronunciára sobre o caso.

IPTU Verde

O projeto do vereador Jean Coraucci (PDT) prevê a aplicação de descontos de até 12% nos valores do IPTU de residências que possuam árvores e outros elementos que favoreçam o meio ambiente na cidade.

Quando barrado pelo decreto do executivo, a prefeitura alegou “severa contenção de gastos” para justificar a decisão de não oferecer os descontos aos contribuintes.

O Grupo Thathi acompanha o caso e atualizará as informações, assim que divulgadas.