Liminar impede paralisação na Saúde, Educação e Assistência Social

Ainda na tarde desta terça (9), o Grupo Thathi também chegou a noticiar como fica a situação do Daerp

Foto: Divulgação.

A Justiça de Ribeirão Preto decidiu na tarde desta terça-feira (9) que as secretarias de Saúde, Educação e Assistência Social precisam funcionar com 100% dos servidores trabalhando, durante a greve da categoria. A paralisação tem previsão de início esta quarta-feira (10) e foi motivada após o Governo de Duarte Nogueira (PSDB) negar um aumento proposto pelo Sindicato dos Servidores Municipais.

Pelo documento, a Reportagem teve acesso à informação de que, caso desrespeitada, a medida prevê multa ao sindicato de R$ 20 mil por dia. Além disso, a liminar também exige que, em todos os outros setores municipais, ao menos 50% do quadro do funcionalismo sejam mantidos em atividade, com escala emergencial de trabalho para evitar danos à população.

Ainda na tarde desta terça (9), o Grupo Thathi chegou a noticiar como fica a situação do Daerp (Departamento de Água e Esgoto de Ribeirão Preto) durante a greve. Para os departamentos da autarquia considerados essenciais a exigência de funcionamento também é com 100% do efetivo.

O Grupo Thathi acompanha o caso e atualizará as informações, assim que disponíveis.

Nenhuma postagem para exibir