Justiça dá tempo de TV do PSL para a candidatura de Cris Bezerra, do MDB

Partido está rachado em ala que defende coligação com MDB e outra que quer candidatura própria

Caio Abraham é o presidente temporário do PSL em Ribeirão - Foto: Acervo Pessoal

A Justiça Eleitoral de Ribeirão Preto decidiu, de forma liminar, conceder o tempo de televisão do PSL para a coligação comandada pela candidata do MDB, Cris Bezerra, a prefeita da cidade. O PSL vive uma disputa judicial entre duas alas, sendo que uma defende a candidatura própria de Rodrigo Junqueira e outra a aliança com o MDB.

A propaganda eleitoral obrigatória no rádio e na TV aberta começa no dia 9 de outubro e vai até o dia 12 de novembro, segundo o calendário oficial do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O PSL dispõe de 57 segundos de tempo de televisão. Com esse tempo, coligação comandada pelo MDB terá 2min35.

No entender o juiz Lúcio Eneas da Silva Ferreira, a ala que defende a coligação com o MDB apresentou documentos válidos que indicam que estão no comando da legenda, devendo, portanto, o tempo ser concedido á coligação. Como a decisão é liminar, terá que ser confirmada pela Justiça mas, até que isso ocorra, o MDB poderá usar o tempo.

Repercute

Segundo Caio Abraham, integrante do partido e que integra o diretório atual do PSL, aliado do MDB, a decisão foi comemorada.  “Desde o início acreditamos na Justiça, e o nosso trabalho segue completamente tranquilo e confiante! O nosso candidato é, e continuará sendo o Capitão Del Vecchio como vice da Cris Bezzerra do MDB”, disse.

“Em qualquer partido político o interesse de um indivíduo não se sobressai ao interesse coletivo da agremiação e, no PSL não será diferente. Estamos trabalhando muito para o sucesso de todo o nosso grupo de candidatos nessa eleição”, disse.

A reportagem não localizou Rodrigo Junqueira, representante da outra ala, para comentar.

Nenhuma postagem para exibir