Deputado Léo Oliveira é detido com bala de revólver 38 em aeroporto de Palmas

Ele teve que prestar esclarecimentos à Polícia de Tocantins, mas foi liberado; para político, está tudo resolvido

Deputado estadual Léo Oliveira (MDB) durante sessão da Assembleia Legislativa - Foto - Divulgação/Alesp

O deputado estadual Léo Oliveira (MDB) foi detido, na noite de domingo (26), com uma bala de revólver calibre 38 enquanto tentava embarcar no aeroporto de Palmas (TO). Ele teve que prestar esclarecimentos à polícia tocantinense, mas foi liberado. Ele deve responder criminalmente por posse ilegal de munição de calibre permitido.

Segundo nota da Polícia Militar do Tocantins, a instituição foi acionada pela Infraero, autarquia que cuida dos aeroportos brasileiros, depois de o scanner indicar a presença do projétil no interior de uma mala de propriedade de Oliveira.  “No momento do embarque, foi detectada pelo scanner a presença de uma munição calibre 38, localizada na mochila”, informou a polícia.

Detido e levado até a Central de Flagrantes, o deputado prestou depoimento e foi liberado em seguida. O caso será investigado pela Polícia Civil do Tocantins, que pode oferecer, ou não, denúncia conta Oliveira. Se condenado depois da apuração, Oliveira está sujeito a uma pena de até três anos de prisão.

Outro lado

Em nota, o deputado informou que a “questão está esclarecida”.  “Uma bala foi esquecida. O deputado Léo Oliveira em nenhum momento foi detido, prestou esclarecimentos e seguiu viagem normalmente”, relatou.

A assessoria foi questionada sobre o eventual indiciamento do deputado pelo crime de posse ilegal de munição de calibre permitido, mas informou que não houve abertura de inquérito sobre o caso. Também ressaltou que ele não teria sido detido.