Chiarelli ataca Nogueira: “Vou na jugular”

Pré-candidato a prefeito pelo Patriotas, ex-deputado federal criticou obras em ano eleitoral

Foto: Reprodução
Continua depois da publicidade

Polêmico e língua solta, o ex-deputado federal Fernando Chiarelli fez duras críticas ao prefeito Duarte Nogueira (PSDB) neste sábado (22), durante o programa Embalos de Sábado, comandado pelo jornalista Chico Ferreira no Grupo Thathi. Além de afirmar que o ex-prefeito recebeu propina da empresa Odebrecht, Chiarelli chamou o atual prefeito de “herdeiro” e fez críticas à execução de obras na cidade.

Chiarelli afirmou que não irá poupá-lo durante as eleições. “Eu no debate vou estraçalhar, vou partir como um leopardo em cima de um veado para cortar a jugular, pode ter certeza disso”, afirmou o pré-candidato à prefeitura de Ribeirão Preto, dizendo ainda que será coroado como prefeito da cidade.

Prisão

Na entrevista, Chiarelli também fez referência ao tempo que ficou preso em Tremembé, devido ofensas proferidas contra Dárcy Vera, durante um debate eleitoral em 2012. No debate, o então candidato questiona o esquema de vendas de casas da cohab e o valor monetário envolvido nas ações. “Fui levado para cadeia apenas por chama-la de corrupta, nada mais que isso, nenhum outro palavrão, apesar que a própria Constituição garanta qualquer tipo de expressão”, disse.

Ao terminar sua versão da história, Chiarelli afirmou que, através de seu advogado, está processando o Estado por considerar sua prisão injusta, e elogia a forma como foi tratado por policiais durante o processo de detenção. “Eu fui tratado de forma educada, de forma singela, de forma cortês até demais pelas autoridades policiais. Os policiais iam na cela para tirar selfie comigo”, concluiu, dizendo ainda que, caso voltasse ao presídio, seria recebido de braços abertos.

O ex-deputado filiado ao Patriotas defendeu ainda que não foi cassado na Câmara, e sim delatado ao denunciar o uso impróprio de um terreno público que seria destinado para a construção de uma escola, mas no local foi construída uma pizzaria. “Sempre os enfrentei, os enfrento e os enfrentarei”, afirmou Chiarelli.

Bolsonaro

Chiarelli citou o atual presidente da república, Jair Bolsonaro. O chamando de amigo, o ex-deputado afirmou ter um laço de amizade com o presidente, criado quando ambos os políticos trabalhavam na Câmara. Chiarelli desejou boa sorte ao presidente. Questionado sobre a Amazônia, o político afirmou que, caso fosse o presidente, nenhuma Ong estrangeira iria para dentro da floresta. “Aquilo foi conquistado com muita briga pelo povo brasileiro”, concluiu.

A entrevista completa pode ser assistida clicando aqui.

Nenhuma postagem para exibir