Visitantes são barradas ao levar chinelos “recheados” de drogas a companheiros na cadeia

Descoberta das drogas ocultas nos calçados se deu pelo aparelho de Raio-X; no espaço de duas horas sete mulheres foram flagradas.

Drogas encontradas em chinelos na penitenciária de Serra Azul - Foto: Divulgação

Agentes de segurança flagraram, no último domingo (12), visitantes tentando entrar com drogas e estimulantes sexuais na Penitenciária de Serra Azul I, ao passar os chinelos das mulheres no aparelho de raio X, procedimento de praxe realizado em calçados e outros pertences nos dias de visitação.

Em todos os flagrantes, a Polícia Militar (PM) foi acionada para registrar boletim de ocorrência. Também foi aberto procedimento interno para apurar o envolvimento dos presos que receberiam os materiais ilícitos nas unidades prisionais.

As ocorrências foram descobertas em série desde as primeiras horas de trabalho do último domingo. Foram sete apreensões idênticas entre 7h30 e 9h30. Na primeira interceptação, foram apreendidos 92 gramas de maconha, visualizados no aparelho de raio-x, ocultados dentro do par de chinelo de uma jovem que visitaria o irmão.

Quinze minutos depois, outros 91 gramas de maconha foram descobertos da mesma maneira. Por volta das 8h, uma terceira jovem, que visitaria o companheiro, foi surpreendida da mesma forma, mas com quase o dobro de entorpecente: 161 gramas de maconha estavam dentro dos solados do chinelo.

Mais casos

Às 8h30, mais uma jovem mulher que visitaria o marido foi flagrada com chinelo “recheados” de ilícitos. Desta vez, ao ser aberto o interior do calçado continha 168 gramas de maconha, além de 20 comprimidos azuis, aparentando serem estimulantes sexuais. Menos de 15 minutos depois, próximo às 8h45, outra mulher que visitaria o companheiro foi pega com 122 gramas de maconha, também no chinelo.

Apenas 15 minutos se passaram e outra mulher, uma senhora que visitaria o filho, foi barrada após o aparelho de raio-x mostrar imagem suspeita no calçado. Ao ser aberto pelas agentes, o interior do chinelo ocultava 61 gramas de maconha e 171 gramas de cocaína.

A última apreensão por volta das 9h30, ocorreu exatamente igual as anteriores: o chinelo da amasia de um reeducando escondia 129 gramas de maconha.

Todas as visitantes foram encaminhadas a Delegacia de Polícia, assim como os ilícitos apreendidos, escoltadas pela Polícia Militar, para elaboração de Boletim de Ocorrência e demais providências necessárias. Elas responderão por tráfico de drogas.

Nenhuma postagem para exibir