Vídeo | Polícia de Sertãozinho prende trio acusado de sequestrar empresário

Eles admitiram participação no crime; outro suspeito fugiu e segue procurado pelas autoridades

Trio de criminosos foi preso e responderá pelo sequestro - Foto: Divulgação

A Polícia Civil de Sertãozinho prendeu, neste domingo (1º), três homens acusados de sequestrar um empresário em Pradópolis. O sequestro ocorreu dia 27 de outubro e a vítima tinha conseguido fugir do cativeiro no sábado (31). Um quarto elemento da quadrilha conseguiu fugir.

Segundo relato de familiares à Polícia Civil, o sequestro ocorreu na manhã do dia 27. A vítima foi arrebatada em sua casa, por quatro homens encapuzados, fortemente armados, que chegaram no local  com um veículo Toytota/Corolla, de cor preta (veja vídeo abaixo).

Investigadores começaram buscas por informações referentes aos suspeitos e o veículo e, na noite do sábado, a polícia foi informada que a vítima tinha conseguido fugir do cativeiro e estaria na cidade de Guariba.

De imediato, os policiais se deslocaram até o local para colherem informações que pudessem auxiliar na identificação dos autores do fato, bem como do cativeiro onde a vítima foi mantida em cárcere por quatro dias.

Prisões

Na manhã deste domingo  (1º), durante as investigações, foi descoberto o local que serviu como cativeiro, conhecido como “Chácara do Sibalena”, na área rural de Guariba.

Uma força tarefa se deslocou para a propriedade rural e constatou que pertencia a P.P.L. Ato continuo, o investigado foi localizado e confirmou ser o proprietário, bem como teria alugado a R.S., vulgo “Dicão”, residente em Guariba, sendo este também localizado em seguida.

Dicão foi indagado sobre os fatos e confessou sua participação no sequestro, bem como indicou outros dois comparsas que também participaram da ação criminosa. Os dois foram identificados como L.R.P.B., vulgo “Cara Preta” e G.H.M.O., vulgo “Gui”, ambos residentes na cidade Jaboticabal.

Dicão, ainda, indicou onde estaria armazenado um revólver no interior da chácara e confirmou ser o cativeiro onde a vítima ficou retida, bem como indicou, com precisão, as residências dos outros envolvidos.

Jaboticabal

Armas e objetos apreendidos pela polícia de Sertãozinho – Foto: Divulgação

Em Jaboticabal, os policiais civis chegaram na residência de G.H.M.O., vulgo “Gui” e quando este avistou os policiais, carabina, de calibre ponto 44, e soltou um cachorro, da raça Pitbull, que feriu um dos policiais com uma mordida no braço. Na confusão, o suspeito conseguiu fugir, não sendo mais localizado.

Durante as buscas na residência do averiguado, foi localizada mais uma arma de fogo, uma carabina calibre 12, bem como o Corolla utilizado no sequestro da vítima e outros objetos que podem auxiliar nas investigações.

Na sequência, os policiais foram para a residência do suspeito L.R.P.B., vulgo “Cara Preta”, que foi abordado e, indagado sobre o sequestro e confessou sua participação no crime.

Presos

Após todas as diligências, os presos, veículo e os objetos foram levados para a Delegacia de Investigações Gerais de Sertãozinho e, com auxílio da perícia técnica, foi constatado que veículo apreendido foi adulterado depois de roubado.

Os três indiciados foram autuados em flagrante delito pelos crimes de sequestro, associação criminosa, receptação e posse irregular de arma de fogo. Eles permanecem presos.

Nenhuma postagem para exibir