Vídeo | Corregedoria apura participação de PMs em atentados contra casa da presidente do PT em Nuporanga

Discussão nas redes sociais teria motivado ação; caso ocorreu na noite de domingo

A Corregedoria da Polícia Militar (PM) informou que investiga policiais suspeitos de participação em um suposto atentado contra a casa da presidente do diretório municipal do PT (Partido dos Trabalhadores) em Nuporanga, na região de Ribeirão Preto.

A casa do presidente da sigla foi atacada na madrugada de domingo (28) e a ação foi flagrada por câmeras de segurança. O motivo do ataque seria um desentendimento nas redes sociais.

Nas imagens, é possível ver uma viatura passando pelo local. Há um clarão e, na sequência, pessoas encapuzadas entram na viatura. Logo depois, outro clarão. Na porta da residência, foram localizados resíduos de pólvora e o que parece ser um artefato de explosão caseiro.

O caso

A professora Mariene Guioto de Souza, presidente da sigla, registrou o caso em boletim de ocorrência. Ela afirmou, em depoimento, que questionou a ação de policiais em uma postagem nas redes sociais e acabou discutindo com um agente de segurança. Na madrugada do mesmo dia, houve o ataque.

Em nota, o ouvidor das polícias do Estado de São Paulo, Elizeu Soares Lopes, classificou o ocorrido como “inadmissível”. “Vivemos em plena democracia, e não podemos aceitar um fato como esse”, disse. Segundo ele, os policiais serão afastados em breve. A Corregedoria da Polícia Militar apura o caso pela suspeita de participação de PMs na explosão.