Foto: Polícia Civil/Reprodução

Polícia Civil de Mato Grosso do Sul prende em São Paulo um dos maiores receptadores de maquinário agrícola do país. O suspeito tem dezenas de mandados de busca e apreensão.

A Polícia Civil, ao dar andamento na ação contra furto de equipamentos de tecnologia agrícola, prendeu no interior paulista um dos maiores receptadores de maquinário agrícola do país. O mandado de prisão contra o suspeito, de 38 anos, foi cumprido na última quinta-feira (2), além de dezenas de mandados de busca e apreensão. As ações continuaram também em andamento no último sábado (4), ainda segundo a polícia.

Ao Jornal Midiamax o delegado Mateus Zampieiri, titular da Deleagro (Delegacia Especializada de Combate a Crimes Rurais e Abigeato), disse que o suspeito alegava ser empresário e “comprava e vendia equipamentos furtados em todo o país, entre eles Mato Grosso do Sul”.

O homem, conforme Zampieri, tinha hobbies luxuosos, tentava legalizar os objetos furtados e também integrava um mercado clandestino, que continua a ser investigado. “Ele vai responder por receptação qualificada, associação criminosa e furto qualificado”, argumentou.

No Estado do Mato Grasso do Sul, 10 mandados foram cumpridos em Maracaju e Ponta Porã, na região sul do estado. Em São Paulo, as equipes passaram pelos municípios de Orlândia, onde estava o empresário, além de Barretos, cujas buscas culminaram na apreensão de uma antena John Deere furtada. Pecuaristas e agricultores fizeram pressão para terem delegacia e “rondas” no campo. Recentemente, o Jornal Midiamax relatou com exclusividade como agem as quadrilhas especializadas neste tipo de crime. Por conta deste problema é que houve pressão da categoria e foi criada tanto a Deleagro como o programa “Campo Mais Seguro- Policiamento Rural”.

Balanço divulgado pela Polícia Civil, sobre o primeiro trimestre deste ano em comparação ao mesmo período de 2021, aponta uma diminuição nos crimes de furto de gado, em Mato Grosso do Sul. A redução é de 10% no número de boletins de ocorrência, ou seja, de vítimas.

Já no início, duas grandes operações contra abigeato foram desarticuladas e houve a prisão das maiores quadrilhas especializadas em furto de gado no Estado. No caso do “Programa Campo Mais Seguro – Policiamento Rural” da PM (Polícia Militar), o objetivo é monitorar as propriedades rurais, com auxílio de tecnologia de georreferenciamento. Policiais militares foram treinados e capacitados para atuar no patrulhamento rural em todos os biomas de Mato Grosso do Sul, do Pantanal ao Cerrado.

Com informações de compre rural.com/jornal midiamax