Tribunal do crime | Polícia impede julgamento de homem acusado de namorar mulher de criminoso

Na hora H, homem foi resgatado pela polícia; suspeitos se mantiveram em silencio

Viatura Policia Militar
Viatura da Polícia Militar - Foto: Lúcio Mendes

Policiais militares responderam um acionamento, através de denúncia anônima, sobre ocorrência de um suposto tribunal do crime no início da noite desta terça-feira (7), na rua Maria Cândida, Jardim Zara, zona Leste de Ribeirão Preto.

No registro do boletim de ocorrência (BO), foi relatado que uma das vítimas foi localizada escondida atrás de um sofá, no interior de residência nas proximidades, e não manifestou esclarecimentos.

Segundo informações obtidas pelos policiais com outras pessoas, o homem, 31, seria “julgado” por suposto relacionamento com a namorada, 23, de um criminoso. A mulher não foi encontrada.

Ao chegarem no endereço apontado, os policiais se depararam com um “aglomerado” de pessoas, que se evadiram rapidamente.

Um suspeito, que seria integrante do mencionado “tribunal do crime”, foi detido e levado para a CPJ (Central de Polícia Judiciária) onde, depois de ouvido, foi liberado.

A ocorrência foi registrada como ameaça, sequestro e cárcere privado.

A Polícia Civil investiga o caso.

Nenhuma postagem para exibir