Travesti é encontrada morta em quarto de hotel no Centro de Ribeirão Preto

Conhecida como “Pedrita”, a vítima de 47 anos, morava no local há 7 anos. Polícia deve investigar se houve maus-tratos

Uma travesti, de 47 anos, foi encontrada morta em um quarto de hotel no Centro de Ribeirão Preto (SP), na tarde de domingo (10). A representante de uma ONG viu o corpo e suspeita de maus-tratos.

Segundo o boletim de ocorrência (B.O), a vítima, conhecida como “Pedrita”, foi localizada por um dos os funcionários do local por volta das 16h. Mais cedo, Janio Gutemberg Alves da Silva recebeu o almoço ainda no cômodo. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada e constatou o óbito.

Em depoimento à polícia, o dono do hotel informou que Pedrita residia no local há sete anos e que sua família é da Paraíba. O proprietário contou ainda que a vítima era portadora do vírus HIV há 23 anos.

Enquanto a ocorrência era registrada na Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Ribeirão Preto, uma representante da ONG Vitória Régia foi até a delegacia e relatou que esteve no hotel e viu o corpo da travesti. Segundo a mulher, Pedrita teria sido vítima de maus-tratos e não recebeu os cuidados necessários.

Outra hipótese levantada pela representante é de que Pedrita tenha falecido em decorrência de uma overdose, pois já possuía histórico de uso de entorpecentes.

O caso foi registrado como morte suspeita e será investigado pela Polícia Civil.