Transexual é presa com quatro notas de R$ 100 no meio das nádegas

Vítima deu falta de R$ 500 que estavam na sua bolsa; suspeita afirmou que notas eram pagamnto por programas sexual

Cédulas de real - Foto: Agência Brasil
Continua depois da publicidade

Um caso curioso chamou a atenção da população de Guaíra. Uma transexual foi presa em flagrante, na noite de quinta-feira (20), acusada de ter furtado R$ 500 de uma prima que tinha acabado de levá-la a médico. Desse montante, R$ 400 foram localizados entre as nádegas da suspeita.

A vítima é uma mulher de 37 anos, prima da suspeita. Segundo relato da Polícia Civil de Barretos, onde o caso foi registrado, a ação criminosa aconteceu na Santa Casa da cidade, para onde a transexual foi levada pela própria vítima depois de se envolver em uma briga.

Ela levou socos e pauladas na cabeça e precisou de atendimento médico. A prima a levou ao hospital, mas, em determinado momento, deixou sua bolsa ao lado da acusada e se ausentou da sala onde elas aguardavam atendimento.

Ao regressar ao local, momentos depois, percebeu que sua bolsa estava aberta e, ao verificar o interior, deu por falta de R$ 500.

A mulher então questionou a prima, que afirmou que não havia mexido nos pertences da parente. Insatisfeita com as explicações, a mulher chamou a Guarda Civil municipal, que se dirigiu ao local.

Revista

Aos guardas, a mulher contou a história e exigiu que uma revista fosse feita. Mesmo sob protesto, a transexual acabou permitindo e, nesse momento, foram localizados R$ 400, em quatro notas de R$ 100, entre as duas nádegas da suspeita. A suspeita, entretanto, afirmou que o dinheiro era proveniente de programas sexuais que ela havia feito momentos antes da briga.

A história não convenceu os guardas, que acabaram levando vítima e suspeita para a delegacia de Barretos, já que a da cidade estava fechada. A prisão em flagrante foi confirmada e a transexual responderá por furto qualificado, estando sujeita a uma pena de até cinco anos. OS R$ 100 não foram localizados.

Nenhuma postagem para exibir