Suspeito de matar namorada em Bonfim se entrega à polícia

Homem teria executado ex-companheira com quatro tiros; ele será interrogado na manhã desta segunda

Márcia Mariano, 39, morta pelo ex-namorado em Bonfim Paulista - Foto: Redes Sociais

Reginaldo Quelotto, 34, suspeito de ter matado a tiros a namorada na noite da última segunda-feira (27), em Bonfim Paulista, se entregou à polícia, nesta segunda-feira (4), em Ribeirão Preto. Ele será interrogado pela delegada Luciana Renesto, titular da Delegacia de Defesa da Mulher de Ribeirão Preto, que investiga o caso.

A professora Márcia Mariano, 39, foi executada na rua Coronel José da Silva, região central do Distrito de Bonfim Paulista. Quelotto, 34, acusado pelo crime, fugiu em seguida aos disparos.

Segundo informações de amigos do casal, eles tiveram um relacionamento por dois anos, mas era tumultuado entre idas e vindas. Até que ela optou pelo término definitivo, porém ele não aceitou.

Amigos contaram que o relacionamento vivia com discordâncias até que ele teve a reação após o término. Eles disseram, ainda, que o suspeito morava com os pais e um irmão e trabalhava como produtor rural. “Ele é um cara calmo, tranquilo, mas não aguentou o fim do relacionamento e acabou cometendo o crime”, disse um amigo, que pediu para não ser identificado.

O crime

A vítima estacionou na lateral da praça ali localizada, e os policiais militares apuraram que o autor dos disparos já a perseguia pilotando uma motocicleta. Ela teria ido, inclusive, pedir ajuda na base da PM instalada nas proximidades.

No momento que o carro estaciona, o homem surge com a moto na contramão da via pública. Ele encostou na porta da motorista e sem que ela tivesse qualquer chance de defesa ou de escapar, foi atingida quatro vezes. Ela foi socorrida, mas não resistiu e foi a óbito no local.

Nenhuma postagem para exibir