Prenda-me se for capaz: seis presos aproveitam saída temporária para fugir

Os presos que forem recapturados perderão o direito ao benefício da saída temporária e vão responder a processos disciplinares

Unidade penitenciaria de Ribeirão Preto teve quatro fugas- Foto: Weber Sian

Seis detentos da região – um de Franca e cinco de Ribeirão Preto – não retornaram para as unidades prisionais após a saída temporária determinada pela Justiça na última semana, durante o feriado prolongado de Corpus Christi. Todos os 365 internos liberados deveriam se reapresentar na última segunda-feira (20).

Segundo a SAP (Secretaria de Administração Penitenciária), um detento da penitenciária de Franca, uma interna da Penitenciária Feminina e quatro presos da Penitenciária de Ribeirão Preto descumpriram o prazo.

“O Poder Judiciário é responsável pelas concessões das saídas temporárias. O benefício é previsto na Lei de Execução Penal e com as datas reguladas, no estado de São Paulo, conforme Portaria DEECRIM 02/2019. O Poder Judiciário autorizou a saída temporária de reeducandos do regime semiaberto entre 14 e 20 de junho de 2022”, diz a nota enviada ao Portal Thathi.

Os presos que forem recapturados perderão o direito ao benefício da saída temporária e vão responder a processos disciplinares.

Nenhuma postagem para exibir