Ribeirão Preto está menos violenta? Os dados estatísticos dizem que sim

Reduções foram apresentadas na comparação com 2019, último ano sem pandemia; a região ainda registrou o menor número de roubos de carga desde 2010

Delegacia da Polícia Civil| Foto - Divulgação/PC

A região de Ribeirão Preto terminou o mês de abril com queda em todos os índices criminais, tendo ainda registrado o menor número de roubos de carga desde 2010. A análise leva em consideração os dados deste ano, em comparação com 2019, período pré-pandemia e com cenário semelhante ao atual.
No mês passado, os casos e vítimas de homicídios dolosos tiveram queda de 4 e 7 registros, em números absolutos, respectivamente. Em abril de 2019, foram registradas 24 ocorrências, com 28 vítimas. Em contrapartida, no mesmo período deste ano, foram 20 boletins de morte intencional, com 21 vítimas. 
Com os resultados, as taxas dos últimos 12 meses (de maio de 2021 a abril de 2022) ficaram em 6,94 ocorrências e 7,24 vítimas de mortes intencionais para cada grupo de 100 mil habitantes.
No quarto mês deste ano houve um caso e uma vítima a menos de latrocínio na região, se comparado a abril de 2019, quando foram contabilizados dois boletins, com duas vítimas.
Nos estupros, a queda foi de dois registros no mesmo comparativo, passando de 85 para 83 registros. 
Os crimes contra o patrimônio também seguiram a tendência de diminuição. O índice de roubos de veículos foi o que apresentou maior redução, com queda de 25,7%, passando de 105 para 78 ocorrências. 
No quadrimestre, o indicador também teve redução. Nos quatro primeiros meses deste ano, foram registrados 375 casos, o que representa queda de 9,6% quando comparado a igual período de 2019, que registrou 415 ocorrências.
Em seguida, vêm os roubos em geral, com queda de 20,8%, passando de 549 registros em abril de 2019 para 435 em igual mês deste ano. A redução também aconteceu no quadrimestre. Até abril de 2019 foram registrados 2.370 roubos em geral ante a 1.908 no mesmo período deste ano. 
Já furtos de veículos registraram queda de 11,4%, passando de 394 em abril de 2019 para 349 no quarto mês deste ano. 
Os furtos em geral também apresentaram redução, com 270 casos a menos. O indicador passou de 3.372 para 3.102, queda de 8,0%. Já roubo de carga caiu de 11 para 8 casos, o menor registro desde 2010. 
A tendência de queda ainda foi seguida pelos dois indicadores no quadrimestre. O primeiro índice registrou 13.340 em abril de 2019 e 13.232 em igual mês deste ano, o que representa redução de 0,8%. Os roubos de carga, por sua vez, caíram 18,3% no mesmo comparativo, passando de 60 para 49 ocorrências. 
A região de Ribeirão Preto não registrou roubos a bancos e extorsões mediante sequestro nos meses de abril de 2019 e 2022. Produtividade
O trabalho das polícias paulistas resultou na prisão de 1.360 pessoas no mês de abril na região de Ribeirão Preto, além da apreensão de 76 armas de fogo. Também foram contabilizados 339 flagrantes por tráfico de entorpecentes. Já no quadrimestre, foram presas 5.250 pessoas e apreendidas 305 armas de fogo na região, que também contabilizou 1.233 flagrantes por tráfico de drogas. 

Fonte: Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo

Nenhuma postagem para exibir