Região de Ribeirão Preto apresenta queda nos homicídios, furtos de veículos e roubos em geral

De janeiro a maio, também houve redução nos furtos em geral, roubos de cargas, de veículos e em geral

Delegacia da Polícia Civil| Foto - Divulgação/PC

A região de Ribeirão Preto terminou maio com queda nos indicadores de homicídios, furtos de veículos, roubos em geral e de cargas. No acumulado do ano, os roubos e furtos em geral também caíram, assim como os casos de roubos de cargas e de veículos.
A análise dos dados criminais usa como referência o mês de maio e os cinco primeiros meses de 2019, primeiro ano pré-pandemia em que não houve restrição da circulação das pessoas. Nos últimos dois anos, São Paulo viveu um período de grande isolamento social, causado pela pandemia do coronavírus e que impactou diretamente na dinâmica criminal. Em 2020, a média de pessoas que permaneciam em suas casas, medida pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), foi de 45%. Já em 2021, o número ficou em 42%. O índice de isolamento social, amplamente divulgado nos dois anos, foi calculado pelo IPT com base em informações sobre a movimentação de celulares, fornecidas pelas prestadoras de serviços de telecomunicação.

A região registrou 22 homicídios dolosos em maio, um a menos que no mesmo mês de 2019. Com o resultado, a taxa de mortes intencionais dos últimos 12 meses (de junho de 2021 a maio de 2022) ficou em 6,82 para cada grupo de 100 mil habitantes. 

Foram registrados 2 latrocínios em maio. Em 2019, nenhum caso.

Os roubos em geral caíram 11,9%, passando de 522 para 460 registros. Este foi o menor total desde o início da série histórica, sem considerar 2020 e 2021. Já de janeiro a maio, o indicador recuou 18,1%, caindo de 2.892 para 2.368.

Os casos de estupros e roubos a bancos permaneceram estáveis. O primeiro indicador teve 83 registros em maio dos dois anos. Já o segundo, permaneceu zerado no período, bem como no acumulado do ano.

Os roubos de veículos cresceram na região, registrando alta de 8,2% em maio. Foram de 97 para 105 boletins. No acumulado dos primeiros cinco meses, foi mantida redução de 6,3%,  com queda de 512 para 480 registros.

Os furtos de veículo caíram de 432 para 416 casos, em maio,  ou seja, redução de 3,7%. 

A região registrou 11 roubos de carga, um a menos que em maio de 2019. No acumulado de janeiro a maio, também houve recuou nos roubos de cargas, de 72 para 60 casos, ou seja, redução de 16,7%.

Os furtos em geral foram de 3.353 boletins para 3.419, alta de 2%. No acumulado do ano, o indicador oscilou 0,3%, passando de 16.693 para 16.651 ocorrências. 
Produtividade

O trabalho das polícias paulistas na Região de Ribeirão Preto, no mês passado, resultou em 1.375 prisões e na apreensão de 69 armas de fogo ilegais. Também foram registrados 338 flagrantes por tráfico de entorpecentes.

Nenhuma postagem para exibir