Torcedor do São Carlos é preso por racismo em jogo das categorias de base

Homem de 48 anos teria chamado de 'macaco' um atleta de apenas 15 anos da Ferroviária de Araraquara

caso aconteceu na manhã de sábado (4), no estádio municipal Professor Luís Augusto de Oliveira

Um homem de 48 anos, integrante de uma torcida organizada do São Carlos, foi detido pela Polícia Militar por suspeita de injúria racial chamar de “macaco” um atleta de apenas 15 anos que defende a Ferroviária de Araraquara.

O caso aconteceu na manhã de sábado (4), durante rodada dupla das divisões sub15 e sub17 Campeonato Paulista, no estádio municipal Professor Luís Augusto de Oliveira.

Além da ofensa verbal, o acusado ainda teria imitado o animal para o jogador. Ele e dois colegas que estavam no banco de reserva avisaram a PM.

O homem foi detido em flagrante e negou as acusações. Ele foi encaminhado para a Central de Polícia Judiciária, autuado e liberado mediante o pagamento de fiança de R$ 1,5 mil.

Manifestações

Os dois clubes emitiram notas oficiais sobre o tema, se colocando à disposição das autoridades para colaborar com as investigações e repudidando o racismo.

“O São Carlos FC informa que deu apoio ao delegado da partida para a apuração dos fatos, na manhã deste sábado, 4. O clube reitera que repudia todo tipo de preconceito em qualquer área da sociedade”, diz o comunicado divulgado pelo São Carlos.

“Na partida de hoje (4), entre São Carlos FC e Ferroviária, válida pelo campeonato Paulista sub-15, no estádio Prof. Luiz Augusto de Oliveira, em São Carlos, um torcedor proferiu palavras racistas contra um jogador da AFE. A Ferroviária acionou a polícia local e o indivíduo foi detido e levado para a delegacia. A Ferroviária manifesta publicamente sua posição contra qualquer forma de discriminação. Racismo se combate, denuncie: 0800 77 25 377”, conclui a nota divulgada pela Ferroviária.

Com informações de São Carlos Agora

Nenhuma postagem para exibir