Professor é preso acusado de pedofilia em Ribeirão

Denúncia surgiu de pais de jogadores de equipe de iniciação no futebol americano; celular do suspeito tinha fotos sensuais de menores

Continua depois da publicidade

Um professor e técnico de uma equipe de iniciação no futebol americano de 28 anos foi preso, na manhã desta segunda-feira (23), acusado de pedofilia. No celular dele, havia fotos sensuais de menores de idade e existe a suspeita de que ele teria oferecido vagas em seletivas do time em troca de nudes dos jovens. A Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) investiga o caso.

Segundo a delegada Patrícia de Mariano Buldo, que investiga o caso, as investigações começaram depois da denúncia de dois pais de jogadores. “Tivemos denúncias de pais de que o técnico estaria assediando os filhos adolescentes. Instauramos o inquérito para investigar. Pedimos um mandado de busca e apreensão em busca de provas”, conta.

No celular do técnico, foram encontradas fotos de menores, fotos sensuais e conversas que confirmam a versão “O técnico ´pedia nudes para garantir a vaga no time de futebol americano”, afirmou a delegada, que ressaltou que as vítimas do pedófilo tinham idades entre 12 e 17 anos.

Foto: Rede social

Segundo a mãe de um dos alunos, que não será identificada para preservar o menor, o professor era bem quisto pela comunidade. “Ficamos chocados. Nunca soubemos de nada sobre isso e a gente ficou desesperado quando ficamos sabendo”, contou.

Outro lado

O homem foi preso em flagrante e prestou depoimento. Logo depois, foi encaminhado à cadeia de Serra Azul. Ele foi colocado junto com presos detidos por crimes sexuais. Segundo a Polícia Civil, ele não tem outras passagens pela polícia.

A reportagem não conseguiu contato com a defesa dele.

Em nota, o Challengers, equipe de futebol americano profissional da cidade, informou que não tem qualquer relação com o professor. “Repudiamos qualquer ato criminoso que possa ter sido cometido pelo treinador investigado, lamentamos pelas famílias envolvidas, e desejamos que a justiça seja feita com todo o rigor previsto em lei”, declarou o time, em nota oficial.