Preso em saída temporária é executado em Rio Claro

Valdeci Alves de Souza, 41, morreu na noite deste domingo (19), no bairro Boa Vista; no local foram encontradas 21 cápsulas de calibre 9mm; homem respondía por latrocinio

Viatura da Polícia Civil Foto: Divulgação / Governo de São Paulo

Um presidiário em saída temporária foi executado a tiros por arma de fogo na noite deste domingo (19), no bairro Boa Vista, em Rio Claro. Homem, detido desde 2003 por latrocínio, foi alvejado em frente de casa. No local, foram encontradas 21 cápsulas de calibre 9mm. 

De acordo com o Boletim de Ocorrência, Valdeci Alves de Souza, 41, estava dentro de um carro na frente de sua casa, com a companheira e seus filhos, quando um outro veículo se aproximou. Aos agentes a mulher contou que o homem desceu para conversar com os indivíduos e na sequência ouviu diversos barulhos de tiros. 

A mulher se abaixou ao ouvir os disparos. De acordo com o relato, após os homens saírem, a moça foi ao encontro de Souza e o avistou caído no chão, com sangue ao seu redor. No local do crime, foram encontradas 21 cápsulas de calibre 9 milímetros e o corpo da vítima apresentava ferimentos na cabeça, tronco, braços e pernas. 

Aos agentes, a companheira de Souza contou ainda que, no dia anterior, um carro passou duas vezes em frente à sua residência, aparentemente procurando alguém. Entretanto, a mulher ressaltou que não soube de nenhuma rixa ou inimizade contra o companheiro. 

Souza estava preso desde 2003 pelo crime de latrocínio e havia sido beneficiado pela saída temporária. Caso foi registrado como homicídio qualificado e é investigado pela Polícia Civil. Até então, ninguém foi preso. 

Nenhuma postagem para exibir