Rede social

Uma jovem de 18 anos foi morta com um disparo acidental da arma que pertencia ao irmão, que é policial civil, em Botucatu, São Paulo, na última quinta-feira (16). A vítima filmava o irmão enquanto ele limpava o objeto.

Leonardo Matheus Carmello, de 28 anos, foi preso em flagrante por homicídio, mas solto nesta sexta-feira (17) após pagamento de fiança. Ele deve responder pelo crime em liberdade. 

Segundo o boletim de ocorrência, Leonardo estava limpando a arma, uma pistola 9mm, quando pediu para a Maria Vitória Carmello ,18, filmá-lo. A arma acabou disparando acidentalmente e atingiu a jovem no pescoço. 

Leonardo acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e acompanhou a irmã no pronto-socorro do Hospital das Clínicas. A Polícia Militar foi acionada para atender a ocorrência. 

O policial civil explicou que é agente de papiloscopia (servidor que analisa as impressões digitais humanas deixadas nas cenas de crimes), e que havia finalizado o curso da Academia de Polícia Civil. Ele estava fazendo estágio enquanto aguardava a designação para uma unidade policial. 

Os agentes informaram que Leonardo estava bastante alterado e o laudo do Instituto Médico Legal (IML) apontou que ele havia consumido bebida alcoólica. A arma foi encontrada na gaveta de um guarda-roupas da família. 

Leonardo também afirmou que o disparo aconteceu na cozinha e uma marca de tiro foi identificada em uma das paredes. O sangue foi limpo por parentes dos irmãos. A perícia foi acionada e a Polícia Civil vai investigar o caso. 

Informações: O Liberal