Policiais são presos por suspeita de assassinato em Serra Azul

O crime aconteceu na manhã desta quarta-feira (25); André Marcos Assoni, de 29 ano, foi morto em frente a uma academia da cidade

Os policiais suspeitos pelo assassinato do comerciante André Marcos Assoni, de 29 anos, foram presos. O comerciante foi morto no início da manhã desta quarta-feira (24) próximo à Praça Central em Serra Azul.

A busca pelos suspeitos foi feita com a ajuda de um Helicóptero Águia que estava monitorando do alto os carros em que cada indivíduo estava e repassava as informações para as viaturas terrestres. Apesar da cooperação entre as equipes, os polícias conseguiram escapar, no entanto, por serem conhecidos eles foram presos, mais tarde, em suas respectivas residências em Ribeirão Preto e Serrana .

Em um dos veículos foi encontrado uma pistola Glock 9 milímetros e um revólver calibre 38, além de munições e placas veiculares, até onde se sabe as armas não pertencem aos agentes. Ao serem questionados sobre o crime eles negaram, mas permaneceram detidos pelo reconhecimento dos agentes que estavam no Águia e em outras viaturas.

O delegado do caso esclareceu que todos os objetos apreendidos irão passar por coleta de DNA e digital, será solicitado também que a balística investigue se os disparos feitos contra o comerciante são das mesmas armas apreendidas com os policiais. Os suspeitos foram transferidos ao presídio Romão Gomes, da Polícia Militar, em São Paulo.

Acusações injustas

A esposa do comerciante alega que ele havia realizado um Boletim de Ocorrência (BO) meses atrás para relatar que estava sendo vítima de acusações falsas sobre um crime na cidade. Ele estava sendo acusado de ter participado de um assalto.

Segundo a esposa da vítima, ele estava com receio de ser morto injustamente e por isso fez a ocorrência. Ainda não se tem certeza se esse foi o motivo do assassinato.