Polícia Militar detém três pessoas por tentativa de ligação clandestina de esgoto

Este foi o segundo caso da semana em que a Polícia Militar foi acionada por tentativa de fraude contra o Daerp

Polícia prendeu suspeitos de fraudar esgotos - Foto: Divulgação
Continua depois da publicidade

Na manhã desta terça-feira (28), a Polícia Militar deteve três pessoas por dano ao patrimônio público. Eles estavam fazendo uma ligação clandestina de esgoto no Parque dos Pinus. Este foi o segundo caso, nesta semana, em que a polícia foi avisada por populares sobre a tentativa de fraude nas redes do Daerp.

A fiscalização do Daerp foi acionada pela Polícia Militar após a detenção de três pessoas na rua Gibelini Scandiuzzi, no Parque dos Pinus, que estavam fazendo uma ligação clandestina de esgoto. Quando os fiscais chegaram ao local encontraram uma vala aberta no meio da rua, com cerca de três metros de extensão e um metro de profundidade.

A Polícia Militar levou para a Central de Flagrantes as duas pessoas que estavam abrindo a vala e o dono do imóvel, para prestarem depoimento. Eles devem responder por fraude contra o patrimônio público. A equipe de fiscalização do Daerp fechou a vala e solicitou a reposição asfáltica no local.

Mais um

Polícia prendeu suspeitos de fraudar esgotos – Foto: Divulgação

Na manhã de segunda-feira (27), a Polícia Militar também evitou a construção de uma ligação clandestina de água na rua Jaboatão, no Ipiranga, onde houve a tentativa de colocação de um “gato” em uma rede de duas polegadas de água. O Daerp retirou a ligação clandestina e fez o reparo da rede.

Para o chefe da Fiscalização do Daerp, José Renato Vasquez Miranda, os casos de flagrante de fraudes estão ficando mais frequentes pelo aumento da fiscalização determinada pela diretoria atual do Daerp e pelas denúncias da população. “É importante que as pessoas denunciem ao Daerp pelo telefone 115 ou, no caso de perceberem alguma coisa suspeita na rua, chamem a polícia”, afirmou.  

Em 2019, as equipes de fiscalização do Daerp realizaram 843 autuações por fraudes no sistema de abastecimento, 169 delas por ligações clandestinas. No caso das ligações clandestinas e fraudes nos hidrômetros, os usuários pagam uma multa no valor de R$ 4.141,50, além de responderem pelo pagamento da diferença de consumo dos últimos cinco anos.

Nenhuma postagem para exibir