Polícia identifica suspeitos de terem abandonado recém-nascido encontrado coberto por formigas em Serra Azul

Criança chegou a ser socorrida, mas acabou morrendo no dia seguinte em Ribeirão; mulher negou ser a mãe e fará exame de DNA

A Polícia Civil de Serra Azul já identificou dois suspeitos de serem os pais que abandonaram o bebê recém-nascido em uma calçada da cidade. O caso aconteceu em 12 de novembro e a criança morreu horas depois em Ribeirão Preto.

Continua depois da publicidade

Nesta quinta-feira, por volta das 8h30, os supostos pais da criança foram levados à delegacia, onde prestaram depoimento. Logo depois, ambos foram levados ao hospital da cidade para colher amostras para um exame de DNA, que deve ser realizado nos próximos dias.

 “A pessoa suspeita negou ser a mãe da criança, bem como não foram encontrados outros elementos que indicassem uma gravidez recente. A mesma pessoa forneceu sangue para exame de DNA”, afirmou a Polícia Civil, em nota.

Problemas

De acordo com informações apuradas pelo Grupo Thathi, os suspeitos possuem histórico de problemas mentais na família e seriam, inclusive, parentes. A criança seria resultado de um estupro.

“Recebemos denúncias, em 2012, de suspeita de abuso, quando essas duas pessoas eram menores de idade. Houve uma apuração sobre isso, mas, depois que essas pessoas ficaram maiores de idade, o Conselho não atuou mais no caso”, conta um ex-conselheiro tutelar, que pediu para não ser identificado por temer represálias.

O caso

Segundo informações, o bebê estava ainda com o cordão umbilical. Os munícipes que o encontraram acionaram o SAMU e o bebê foi levado para a Unidade Mista de Saúde da cidade.

Moradores que passavam pelo local no momento registraram a situação, o bebê estava enrolado em panos, com o corpo sujo e formigas andando por ele. O Samu fez o atendimento, a criança foi atendida e chegou a ser transferida para o hospital Santa Lydia, mas acabou não resistindo e morreu no dia seguinte.