Polícia de Ribeirão prende três suspeitos por desvios de cargas

Prisão ocorreu nesta quarta-feira (29), durante a operação “Uruca”, deflagrada com o apoio da polícia de Minas Gerais e Rio Grande do Sul

Operação cumpriu três mandados de prisão temporária e quatro de busca Foto: Reprodução / Polícia Civill

Três pessoas foram presas pela Polícia Civil de Ribeirão Preto, nesta quarta-feira (29), por suspeita de participação em desvios de cargas. A ação fez parte da operação “Uruca” que deflagrou 11 mandados de busca e prisão, em parceria com agentes de Minas Gerais e Rio Grande do Sul.

De acordo com a equipe, as prisões ocorreram após dois anos de investigações. A operação começou no em julho de 2019, após um caminhoneiro, identificado como L.S.P, registrar um suposto roubo de 32 toneladas de alumínio que transportava de Paranaíba, Mato Grosso do Sul, com destino à Monte Mor, em São Paulo. 

Aos agentes, na época, o motorista alegou que a carga havia sido roubada na cidade de Uchoa e que após permanecer por horas em poder dos criminosos foi abandonado, com seu caminhão, nas proximidades do Rodoanel. 

Entretanto, no dia seguinte aos fatos, o caminhão de L.S.P se envolveu em um acidente em Ribeirão Preto, ocasião em que estava transportando a carga supostamente roubada. O motorista fugiu do local sem ser identificado. 

Investigação

Após investigações da 1ª Delegacia de Investigações Gerais da Polícia Civil de Ribeirão, a equipe descobriu que a denúncia do crime de roubo efetuada por L..S.P era falsa. O homem passou então a ser investigado por estelionato, consistente no desvio da carga de alumínio e a associação criminosa.

Diante dos fatos, a Polícia cumpriu, nesta quarta, três mandados de prisão temporária e quatro de busca domiciliar nas cidades de Pelotas, no Rio Grande do Sul, Uberaba, Minas Gerais e Ribeirão Preto. 

A ação fez parte da operação denominada “Uruca” – em alusão ao personagem azarado do desenho “Flintstones” dos estúdios Hanna-Barbera – que contou com a participação de 32 policiais e já cumpriu quatro mandados de prisão e nove de busca. 

Nenhuma postagem para exibir