Polícia cumpre mandados contra facção que distribui drogas em presídios da região de Barretos

Foram 15 mandados de prisão e 14 de busca e apreensão nesta que é a segunda fase da operação "Éfodo" que já prendeu 23 membros do grupo

Foto: Divulgação / Polícia Civil

Uma operação de combate a uma facção criminosa, suspeita por distribuir drogas dentro e fora de presídios paulistas, cumpriu, nesta nesta terça-feira (20), mandados de prisão e de busca e apreensão em cidades da região de Ribeirão Preto. A ação faz parte de uma investigação que iniciou há cerca de dois anos e já prendeu 23 pessoas.  

Com o nome de “Éfodo”, a operação é realizada pela Polícia Civil de Ribeirão Preto, Barretos, São José do Rio Preto, Bauru e Três Corações, com apoio do Ministério Público. Nesta fase, a segunda da operação, foram cerca de 80 policiais, em 20 viaturas, para cumprir 15 mandados de prisão e 14 de busca e apreensão.

Operação “Éfodo” 

A operação “Éfodo” começou em julho de 2020, a partir da prisão de um suposto líder da facção que se dedica à venda e distribuição de drogas na região de Barretos, e já prendeu 23 pessoas suspeitas de estarem envolvidas com a organização. 

A investigação começou a partir de um dos investigados pela operação que era suspeito de fazer ponte para a comunicação entre supostos membros do grupo criminoso que estão em privação de liberdade e as lideranças que atuam nas ruas. Desde então, os investigadores analisam celulares, computadores e documentos que possibilitaram a identificação de outros membros da facção

Foi inspirado nessa atuação do suspeito que surgiu o nome da operação, palavra grega para caracterizar homens responsáveis pelo extravio de cartas. 

Nenhuma postagem para exibir