Polícia Civil detém estudante que mantinha cobras em casa

Foram apreendidos cobras e lagartos; o estudante de veterinária foi autuado por crime ambiental

Divulgação: Polícia Civil

A Polícia Civil deteve um estudante de veterinária, 20, que armazenava animais silvestres em sua casa. O flagrante aconteceu na manhã desta quarta-feira (16), no bairro Freguesia do Ó, na zona norte da cidade de São Paulo.

A ação foi deflagrada por agentes da 2ª Delegacia de Investigações sobre Infrações contra o Meio Ambiente (Diima), do Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC), no âmbito da Operação Divisas Integradas II.

Após trabalho investigativo, as equipes se deslocaram até o imóvel e encontraram oito animais exóticos, sendo quatro cobras – três corn snake e uma falsa coral -, dois lagartos pogonas vitticeps e dois geckos leopardo.

As apurações apontaram que os animais possivelmente seriam comercializados. Eles eram mantidos sem as devidas licenças de órgãos ambientais e foram encaminhados ao Centro de Manejo e Conservação de Animais Silvestres de São Paulo. 

Por se tratar de crime de menor potencial ofensivo, os fatos foram registrados por meio de termo circunstanciado. O responsável foi autuado por crime ambiental e liberado, comprometendo-se a comparecer Juizado Especial Criminal quando convocado. 

Nenhuma postagem para exibir