Polícia censura obras e investiga suposta apologia ao crime em exposição de quadros em Franca

Polícia esteve no local da exposição e retirou seis obras; três autores foram identificados e vão ser ouvidos pela polícia

Obras foram retiradas da exposição em Franca - Foto: Redes Sociais
Continua depois da publicidade

A Polícia Civil de Franca apreendeu, nesta quinta-feira (7), seis quadros expostos em uma mostra realizada pela prefeitura de Franca. Uma das obras mostra uma viatura da Polícia Militar pegando fogo. A justificativa é que as obras fariam apologia ao crime. Um boletim de ocorrência foi registrado e o caso será investigado.

As obras de arte foram levadas ao 1º Distrito Policial. Até agora, três autores foram identificados e devem ser ouvidas pelas autoridades. O delegado Dalmo Matheus Polo será o responsável pelas investigações e irá encaminhar o processo à Justiça.

Além da obra onde o carro da polícia aparece pegando fogo, foram apreendidas um para-brisa de um carro perfurados à bala e com a escrita: “vândalo é o governo”, além de uma bandeira do Estado de São Paulo. O material irá passar por perícia.

A decisão de retirar as obras da exposição foi tomada depois que o secretário da Cultura da cidade, Elson Francisco Bonifácio, recebeu denúncia de populares. A Polícia Militar foi chamada e a administração tomou a decisão de retirar as obras da exposição.

Exposição

Segundo a Prefeitura de Franca, a exposição “A Cidade é Nossa” reúne trabalhos de artistas de rua do grupo “Os Baixa Renda”. Ao todo, 32 telas integravam a mostra aberta ao público na segunda quinzena de outubro. A administração informou ainda que, fora as seis obras já retiradas, a exposição está mantida e pode ser acompanhada na Casa da Cultura até o dia 22 de novembro.

Em nota, a Prefeitura de Franca informou que acompanha o caso “com toda atenção que o mesmo requer”, e que aguarda a conclusão da investigação da Polícia Civil.