Polícia Ambiental localiza rinha de galo e cães em Araraquara

O indivíduo responsável já tem passagem na Polícia, e foi multado em R$ 240 mil devido maus tratos aos animais

Galos apreendidos que eram utilizados durante as rinhas - foto: Divulgação/ Polícia Militar Ambiental

A equipe de patrulha da Polícia Ambiental de Araraquara localizou e apreendeu animais em situação de maus tratos que eram utilizados em rinhas, que são brigas de dois ou mais animais da mesma espécie possivelmente envolvendo apostas. Tal atitude é crime, de acordo com o artigo 32, que define como crime o ato de abuso de animais em geral.

A apreensão ocorreu após uma denúncia anônima sobre uma casa onde havia maus tratos aos animais. Chegando ao local, foram encontrados 76 galos e quatro cães da raça bull terrier, ambos em situação precária e de maus tratos. 

Nenhum indivíduo estava no local no momento da chegada da Polícia, mas o responsável já foi identificado, e possui passagem na polícia por receptação e porte ilegal de arma de fogo. O responsável recebeu uma multa de R$ 240 mil devido os maus tratos praticados, e responderá na delegacia por crime ambiental.

Operação Meio Ambiente Mais Seguro

A Polícia Militar Ambiental anunciou que, durante os dias 4 e 5 de junho, uma mega operação irá acontecer devido a semana do meio ambiente. Denominada de “Operação Meio Ambiente Mais Seguro”, a ação irá abranger toda a área de Ribeirão Preto e região, envolvendo Ribeirão Preto, Araraquara, São Carlos, Porto Ferreira, Batatais, Jaboticabal, Matão, Sertãozinho, Itápolis, Taquaritinga e outras cidades da região.

Nos dois dias de operação serão empregados um total de 27 viaturas e 64 policiais. As patrulhas vão estar distribuídas nos seis quartéis ambientais da Região de Ribeirão Preto. O foco é segurança a população na área rural e nos rios, bem como combater os crimes ambientais da região.

Denúncias

A denúncia de maus-tratos é legitimada pelo Art. 32, da Lei Federal nº. 9.605, de 12.02.1998 (Lei de Crimes Ambientais) e pela Constituição Federal Brasileira, de 05 de outubro de 1988.

Caso você presencie maus-tratos a animais de quaisquer espécies, sejam domésticos, domesticados, silvestres ou exóticos – como abandono, envenenamento, presos constantemente em correntes ou cordas muito curtas, manutenção em lugar anti-higiênico, mutilação, presos em espaço incompatível ao porte do animal ou em local sem iluminação e ventilação, utilização em shows que possam lhes causar lesão, pânico ou estresse, agressão física, exposição a esforço excessivo e animais debilitados (tração), rinhas, etc, vá à delegacia de polícia mais próxima para lavrar o Boletim de Ocorrência (BO), ou compareça à Promotoria de Justiça do Meio Ambiente.

As denúncias também podem ser feitas pelo telefone 0800 61 8080 (gratuitamente) ou pelo email linhaverde.sede@ibama.gov.br. O IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) as encaminhará para a delegacia mais próxima do local da agressão.

Nenhuma postagem para exibir