PF investiga lojas de eletrônicos por venda de produtos importados sem registro

Ação que ocorreu nesta terça-feira (21), é um desdobramento de uma operação que começou em Presidente Prudente e resultou na prisão de um homem com 100 celulares

Foto: Divulgação / Polícia Federal

A Polícia Federal cumpriu, nesta terça-feira (21), dois mandados de buscas em lojas de aparelhos eletrônicos em Ribeirão Preto. A ação é um desdobramento de uma investigação que começou em Presidente Prudente e resultou na prisão de um homem no mês de junho.

Das lojas, que não tiveram os nomes divulgados, foram apreendidos produtos eletrônicos e equipamentos de informática, que serão analisados pela perícia. Se comprovado o envolvimento dos donos dos estabelecimentos com o crime, eles podem responder por associação criminosa e importação ou exportação de mercadoria proibida, crime punível com até oito anos de prisão. 

De acordo com a PF, a operação agora vai apurar se existem mais pessoas envolvidas no esquema. 

Presidente Prudente 

A investigação começou na cidade de Presidente Prudente, onde um homem foi preso com mais de 100 aparelhos celulares importados, sem o registro de importação, além de outros produtos, dentro de um carro de luxo. hos

Nenhuma postagem para exibir