Pedreiro mata colega de trabalho dentro de escola e esconde o corpo em caçamba de entulho

Segundo informações da Polícia, os trabalhadores teriam se desentendido após o consumo de bebidas alcóolicas

Foto: Divulgação da Polícia Civil

Um pedreiro de 26 anos, que não teve a identidade divulgada, matou um colega de trabalho dentro de uma escola pública nesta sexta-feira (28), em Camapuã, município do Mato Grosso do Sul. 

Segundo informações da Polícia, os dois envolvidos trabalhavam na reforma da instituição, e teriam se desentendido após o consumo de bebidas alcóolicas em um bar da cidade. Após o crime, o suspeito escondeu o corpo da vítima, de 56 anos, em uma caçamba de entulho. 

Ainda de acordo com a Polícia, o suspeito teria dito que a vítima não queria mais trabalhar na obra e o responsável pelo crime teria o ameaçado, dizendo que lhe entregaria para o chefe. Durante o depoimento, o homem afirmou que a briga começou pois a vítima estava com uma faca para agredi-lo.

Briga

O suspeito afirmou que, durante a briga, conseguiu tirar a faca da vítima e bateu a cabeça do mesmo diversas vezes no chão. O homem ainda teria utilizado um fio para tentar terminar de matar o colega de trabalho.

Ao constatar que a vítima ainda estava viva, o autor desferiu diversos chutes em sua cabeça, matando a vítima. Depois de morto, o autor arrastou o corpo até uma caçamba de entulho, onde o cadáver foi escondido. 

Prisão

O suspeito teria confessado o crime após uma conversa com um outro colega de trabalho e seu pai, que estava em Campo Grande. Ambos convenceram o autor, que tentou limpar a cena do crime antes de se entregar. 

O corpo da vítima foi encaminhado para o Instituto Médico Legal de Coxim, onde será realizado o exame necroscópico. No local, a perícia constatou que o corpo estava com muitos hematomas e com um corte na região do pescoço.

O suspeito foi preso em flagrante e vai responder pelos crimes de homicídio doloso e ocultação de cadáver.

*Contém informação de G1. 

 

Nenhuma postagem para exibir