Operação cumpre mandados contra grupo suspeito de causar prejuízo de R$30 mil com golpes de falso empréstimo em Ribeirão

Equipe da Polícia Civil cumpre 108 ordens judiciais de prisão e busca e apreensão, em dez cidades do Paraná e de São Paulo

Reprodução

Uma operação da Polícia Civil do Paraná, contra um grupo suspeito de aplicar golpes de falsos empréstimos bancários e causar prejuízo de R$30 milhões, cumpre  108 mandados de prisão e de busca e apreensão em Ribeirão Preto e outras cidades dos estados de São Paulo e Paraná, na manhã desta quarta-feira (7). 

De acordo com os agentes, a organização criminosa agia por meio da internet, onde criava páginas para atrair as vítimas para fazerem empréstimos bancários e assim conseguir extrair dados pessoais. 

Os suspeitos entravam em contato com os interessados nos falsos acordos e se passavam por funcionários de um banco. Durante as negociações, o grupo exigia que as vítimas fizessem depósitos antecipados para liberar o empréstimo. 

Transações poderiam ocorrer até que as pessoas percebessem que a ação se tratava de um golpe. 

Operação 

No total, 250 policiais participaram da operação que cumpriu 50 mandados de prisão temporária e 58 de busca e apreensão em Ribeirão e outras nove cidades, sendo elas:  São Paulo, Santo André, Campinas, Praia Grande, Getulina e Mirandópolis, em SP; e Curitiba, Araucária e Fazenda Rio Grande, no Paraná. 

Além disso, a Justiça determinou ainda o bloqueio de R$30 milhões de contas bancárias de pessoas suspeitas de estarem envolvidas com a organização. De acordo com os agentes, em Ribeirão Preto, um homem chegou a ser levado pelos investigadores à Central de Polícia Judiciária (CPJ) da cidade.

O grupo pode responder por estelionato, lavagem de dinheiro, organização criminosa e falsificação de documento público e particular.

Nenhuma postagem para exibir