Oito anos depois, o homem que fugiu do julgamento em Ribeirão é preso na Bahia

Aurelito Santiago estava sendo julgado quando fugiu; ele era um dos mais procurados da Justiça paulista

Aurelito Borges Santiago foi preso nesta terça-feira (22) na Bahia Foto: Weber Sian/Jornal A Cidade

Aurelito Borges Santiano, o vigilante que fugiu do julgamento em 2014, na cidade de Ribeirão Preto, foi preso nesta terça-feira (22). O homem foi encontrado na cidade de Sento-Sé, na Bahia.

Após a prisão ele passou pelos procedimentos processuais técnicos, como o exame de lesão corporal, e encaminhado para o Conjunto Penal de Juazeiro. Ele figurava entre os mais procurados da Justiça paulista.

Santuano era segurança de um buffet e foi acusado de matar o estudante Rodrigo Bonilha, em 2008, com um tiro nas costas. A vítima deixava uma lanchonete na avenida Portugal com a Nove de Julho. Dias depois, o suspeito se apresentou a polícia e assumiu a autoria do crime.

Ele respondia pelo crime em liberdade, mas, seis anos depois, em abril de 2014, Santiago saiu do julgamento antes de ser dada a sentença. Ele acabou condenado a pouco mais 21 anos de prisão por homicídio duplamente qualificado.

Juíza responsável por anunciar o resultado do julgamento, Isabel Cristina Alonso dos Santos Bezerra chegou a conceder, na ocasião, 15 minutos para aguardar à volta do fugitivo, o que não ocorreu.

A mulher de Santiano, que estava presente no local, foi questionada e afirmou que não sabia do paradeiro do réu. Desde então, ele estava foragido.

Nenhuma postagem para exibir