Mulher morre enforcada em Santa Rosa de Viterbo

Feminicida comentou sobre o crime com amigos em grupo de WhatsApp antes da fuga

A vítima e o feminicida/rede social

O crime ocorreu na noite deste domingo(23), no bairro Júlio Moretti, por volta das 20h30, em Santa Rosa de Viterbo.

Conforme informações da Polícia, Rafael Aparecido Augusto Benavenuto, 33,  é o principal suspeito do feminicidio da ex-companheira Marília Campos de Araújo, 37, por não aceitar a separação após dois anos de relacionamento.

A mulher foi encontrada morta sentada em um sofá na sala da casa com sinais de esganadura.

O casal estava separado há cerca de um mês, segundo familiares da vítima.

Após o crime, o assassino relatou feminicidio com amigos de um grupo no whatsapp.

Quando os policiais militares chegaram no local, Marília já estava morta e ele havia fugido.

O carro do feminicida foi abandonado próximo ao bairro Nosso Teto.

Marília deixou três filhas, uma de 19 anos, outra de 16 e a mais nova, com 9 anos de idade.

O sepultamento ocorreu nesta segunda-feira (24) no Cemitério Municipal.

Nenhuma postagem para exibir