Mulher é detida com maconha ‘costurada’ na alça da bolsa  

Flagrante ocorreu no CDP de Ribeirão Preto; outras quatro unidades registraram apreensões, incluindo de droga sintética

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa que, no último final de semana (8 e 9), agentes de segurança flagraram visitantes tentando entrar com drogas e celular em presídios abrangidos pela Coordenadoria da Região Noroeste (CRN). Em um dos casos, ocorrido no Centro de Detenção Provisória (CDP) “ASP Nayan Xavier Ribeiro” de Ribeirão Preto, uma mulher escondeu cinco porções de maconha na alça da bolsa. Outras quatro unidades prisionais registraram apreensões, incluindo de droga sintética. 

Em todos os flagrantes, a Polícia Militar foi acionada para registrar boletim de ocorrência. Também foi aberto procedimento interno para apurar o envolvimento dos presos que receberiam os materiais ilícitos nas unidades prisionais.

Mesmo com as crescentes apreensões em todo Estado de São Paulo, visitantes seguem tentando burlar as revistas, sem sucesso, graças à perícia de agentes penitenciários aliada à tecnologia dos scanners corporais.

Centro de Progressão Penitenciária (CPP) de Jardinópolis

Uma mulher que visitaria o companheiro preso no Centro de Progressão Penitenciária (CPP) de Jardinópolis foi flagrada com drogas escondidas no cós da calça.

Foto: Divulgação

A descoberta ocorreu por volta das 9h20 de sábado (8), durante procedimento de revista pelo escâner corporal. Inicialmente, a visitante negou qualquer irregularidade.

Questionada novamente, porém, confessou que continha entorpecente escondido na peça de roupa. Foram apreendidas duas porções de maconha (50 gramas) e 1 porção de cocaína (100 gramas).

A mulher foi encaminhada à delegacia e liberada após registro de boletim de ocorrência.

CDP ‘ASP Nayan Xavier Ribeiro’ de Ribeirão Preto

Uma mulher foi flagrada tentando entrar no Centro de Detenção Provisória (CDP) “ASP Nayan Xavier Ribeiro” de Ribeirão Preto com cinco porções de maconha “costuradas” na alça da bolsa.

Foto: Divulgação

A descoberta ocorreu por volta das 7h50 de domingo (9), durante procedimento de revista pelo equipamento de Raio X. Inicialmente, a visitante negou qualquer irregularidade.

Questionada novamente, disse que entregaria a droga para o companheiro preso, que pretendia vendê-la para outros detentos.

Encaminhada ao Plantão Policial, a mulher foi presa em flagrante. Ela seria submetida à audiência de custódia.  

Penitenciária de Ribeirão Preto  

Uma mulher foi flagrada tentando entrar na Penitenciária de Ribeirão Preto com 191 gramas de maconha, 13 gramas de material semelhante a droga sintética conhecida como k4, além de papéis com anotações suspeitas escondidos em sua vagina.

Foto: Divulgação

A descoberta ocorreu por volta das 9h40 de domingo (9), durante procedimento de revista pelo escâner corporal. Levada até uma sala reservada, ela confessou às agentes femininas que pretendia entregar as drogas ao companheiro preso.  

A mulher foi encaminhada ao Plantão Policial e presa em flagrante. Ela seria submetida à audiência de custódia.

Em todos os casos registrados no final de semana, as unidades prisionais também instauraram Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade dos presos que receberiam as drogas e o celular.  

A SAP informa que pessoas flagradas tentando entrar com objetos ilícitos em presídios são automaticamente suspensas do rol de visitas.