Mulher é agredida dentro de elevador na zona Sul de Ribeirão

O caso aconteceu na segunda-feira (17), no Jardim Irajá; o agressor foi preso em flagrante

Uma mulher, 32, foi vítima de violência doméstica dentro de um elevador na noite de segunda-feira (17), no Jardim Irajá, zona Sul de Ribeirão Preto.

De acordo com o boletim de ocorrência, uma vizinha do agressor chamou a polícia ao ouvir gritos e ver através do ‘olho mágico’ da porta de entrada que o homem, 45, estava agredindo fisicamente a mulher no corredor do prédio. Câmeras de segurança internas do elevador flagraram a agressão. 

Em depoimento, a vítima contou que foi “garota de programa” e que havia conhecido o homem há dois meses em uma boate e desde então começaram um relacionamento amoroso.

Ela disse ainda que eles estavam em um barzinho e discutiram antes das agressões, e no local, ele havia a ofendido e a agrediu no carro. Em seguida, foram para o apartamento dele a fim de que ela pegasse as roupas e pertences, mas ele a impediu e a agrediu novamente.

O autor alegou para os policiais que a mulher havia ficado nervosa no bar e ela o agrediu no carro, ele disse que apenas se defendeu. Diante dos fatos, ele foi cientificado dos direitos e recebeu voz de prisão em flagrante.

Foi arbitrada fiança no valor de R$ 3 mil, que não foi paga e ele ficou na carceragem da Central de Polícia Judiciária (CPJ) e foi encaminhado para audiência de custódia. A mãe do acusado, que é advogada, foi informada da prisão do filho, mas alegou que estava em Bauru e não compareceu.

Ele pagou a fiança através de um advogado, foi liberado e vai responder em liberdade enquanto segue o inquérito policial e as investigações pela Delegacia de Defesa da Mulher (DDM). O caso foi registrado como violência doméstica e lesão corporal.