Motorista da carreta que colidiu com ônibus é levado para a delegacia

Denúncia via “190” para a Polícia Militar apontaram o caminhoneiro envolvido no acidente na rodovia Antônio Machado Sant’Anna (SP-255) no km 14, na manhã de terça-feira (21), quando um ônibus da empresa Cruz colidiu com um caminhão basculante, que fugiu do local.


No local, morreu Viviane Cristina da Silva Freire,38 e, horas depois, Ana Clélia Moreira Arjona, 34, sobrinha da vítima fatal, também foi à óbito na Unidade de Emergência do Hospital das Clínicas, em Ribeirão Preto.
Onze pessoas sofreram ferimentos leves.
Nesta quarta-feira (22) policiais militares diligenciaram em endereço de Guatapará e detiveram o caminhoneiro D.S.S. (35), suspeito de envolvimento no acidente.
Ele foi “apresentado” no 4º Distrito Policial, acompanhado do irmão.

O caminhão basculante que dirigia estava estacionado em pátio de propriedade rural em Cravinhos e foi periciado. No depoimento, o indiciado disse ao delegado Gustavo Alves que ficou muito nervoso e ligou para o dono da carreta, e este teria respondido para que deixasse o local imediatamente.
O motorista do ônibus relatou aos policiais militares rodoviários, em seguida ao acidente, que o motorista do caminhão manobrou bruscamente, passando da terceira para a segunda faixa da pista, e não conseguiu frear o coletivo em tempo, colidindo com a caçamba da carreta.
Após depoimento, o caminhoneiro foi liberado.

Reportagem: Lúcio Mendes