Morre padrasto queimado pela enteada em Patrocínio Paulista

O homicidio aconteceu na zona rural do município

Rede social
Continua depois da publicidade

O caseiro Miguel Ângelo Freiria Radi, 60, que teve o corpo queimado pela enteada, de 35 anos, morreu nesta segunda-feira, 8, na Santa Casa de Franca.

Viviane de Melo Costa e Silva, atacou o padrasto, no dia 4 de fevereiro, após desconfiar que o idoso estava tendo um caso amoroso com o namorado dela, segundo relato de conhecidos.

O homicidio aconteceu na zona rural de Patrocínio Paulista. “Ela pegou um líquido inflamável, jogou nele e ateou fogo. A casa ficou toda queimada”, disse o cabo PM Alexandre Silveira em entrevista aos repórteres.

A vítima foi socorrida em estado grave para a Santa Casa de Patrocínio Paulista, depois foi transferida para Franca onde ficou internada quatro dias, mas não resistiu.

Viviane que não tinha antecedentes criminais foi detida por policiais militares após o ataque, levada para a CPJ (Central de Polícia Judiciária) de Franca, autuada em flagrante e recolhida no sistema prisional.  

Informações: Hertz

Nenhuma postagem para exibir