Morre cão que ajudou nas buscas de Joaquim

Apache tinha oito anos e morreu após ser mordido por outro cachorro

Cão Apache estava aposentado das ações da polícia. Foto: Polícia Militar

O cão adestrado farejador Apache, do Canil da Polícia Militar de Ribeirão Preto, morreu na última sexta-feira (9).

Continua depois da publicidade

O Bloodhound “aposentado” de oito anos cooperou nas buscas do garotinho Joaquim, em 2013, e no mês de março de 2018, apontou no farejamento o trajeto de uma criança de dois anos que se afogou em uma lagoa em São Joaquim da Barra.

Apache foi adotado pelo treinador, o cabo da Polícia Militar Ataíde Andrade dos Santos, quando foi aposentado. O cão morreu após ser mordido por outro cachorro dentro do canil da Polícia Militar.

A mordedura perfurou uma artéria. O corpo do considerado herói canino foi sepultado nas proximidades do CPI – 3 no Jardim Independência.