Médico ameaça esposa grávida com faca e polícia tem que intervir em Sertãozinho

Caso aconteceu na tarde desta sexta-feira (21), em um condomínio residencial

Foto: Rede social

Um médico de 36 anos foi acusado de ameaça e violência doméstica, na tarde de sexta-feira (21), por volta das 12h, na Avenida Egisto Sicchieri, área rural de Sertãozinho.

De acordo com boletim de ocorrência, a Polícia Militar foi acionada e no local, verificou que a vítima e o autor são casados e tiveram uma discussão, tendo ele se armado com uma faca e ameaçado a mulher.

Ele usou a arma para ameaçar a mulher e disse que iria se matar.

A Polícia Militar negociou a saída do homem do local, o que aconteceu sem que ninguém se ferisse. A mulher chegou a receber atendimento médico no local, mas não teve ferimentos.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública de Sâo Paulo, “a vítima foi orientada quanto à solicitação de medidas protetivas. O caso foi registrado como ameaça e violência doméstica pela Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Sertãozinho”, disse a secretaria, em nota.

Errata: Ao contrário do divulgado no texto, o médico não chegou a esfaquear a esposa nem tentou se matar. As informações foram corrigidas no texto.

Nenhuma postagem para exibir