“Malandrão do Tinder” é preso depois de enganar e estuprar mulher que conheceu pelo aplicativo

Caso ocorreu na madrugada desta segunda-feira (3); Polícia quer identificar novas vítimas

Vítima conheceu criminoso através das redes sociais - Foto: Reprodução

A Polícia Civil prendeu na madrugada desta segunda-feira (3) um homem de 37 anos acusado de enganar e estuprar uma mulher de 30 anos que conheceu através do aplicativo de encontros Tinder. O homem foi detido no apartamento dele, localizado à rua Aldo Fogosi, no Jardim Presidente Médici, zona Leste de Ribeirão Preto.

Segundo a vítima, ela conheceu seu algoz depois de um “match”  no aplicativo de encontro Tinder. Em pouco tempo, começaram a conversar pelo whatsapp.

A mulher relatou que a conversa começou a esquentar e houve um convite para que ela fosse até a casa dele. A princípio ela preferia um local público, mas o homem informou que estava com a perna imobilizada a chamou para a sua casa.

Chegando no lugar indicado, a porta estava aberta e o homem estava deitado na cama, supostamente de repouso devido um machucado no pé.

Premeditação

Antes da chegada da mulher, entretanto, o estuprador mexeu na luz do quarto, de forma a tornar o ambiente mal iluminado. De acordo com a vistoria da Polícia, as lâmpadas estavam desenroscadas propositalmente. 

Ao entrar no quarto, a mulher constatou, ainda, que o rapaz tinha mandado vídeos e fotos de outra pessoa, não sendo o autor do estupro a mesma pessoa presente nas imagens enviadas pela internet. Antes que pudesse reagir, a mulher agarrada e dominada pelo criminoso, que concretizou o ato sexual.

Depois de ser estuprada, a vítima foi liberada pelo criminoso. Ela foi até a delegacia prestar queixa e a polícia conseguiu deter o sujeito em flagrante. O homem ainda tentou resistir a prisão usando uma faca, mas foi dominado pelos policiais.

A Polícia Civil orientou eventuais vítimas desse criminoso a procurarem a Delegacia de Defesa da Mulher, na avenida Costabile Romano, para denunciar outros casos similares. O homem se identificava por Walter Faria. Ele foi preso e deve passar por audiência de custódia nesta segunda-feira.

Colaborou Antonio Melo

Nenhuma postagem para exibir