Justiça condena a 17 anos de prisão homem que matou e arrancou o “peru” de amigo na região

Discussão começou porque acusado foi chamado de homossexual; ação foi testemunhada por um menor de 17 anos

Viatura da Polícia Militar Foto: Rede social

A Justiça de São Carlos condenou , nesta quarta-feira (6), um homem que matou e arrancou o pênis de outro homem. O caso ocorreu em abril de 2021. A pena é de 17 anos de prisão, a ser cumprida em regime fechado.

A vítima foi o jovem Thales Santana dos Santos, de 25 anos. A condenação foi por homicídio triplamente qualificado por conta da crueldade e da impossibilidade de defesa da vítima.

O julgamento terminou por volta das 19h30 da última quarta. Em seguida, o réu foi encaminhado a um presídio da região, onde deverá cumprir a pena.

O crime

Segundo apurado pela Polícia Civil, o crime ocorreu quando Thales e o condenado, Jhonatan Henrique Gomes, estavam em uma mata usando entorpecentes. Durante o uso, um começou a afirmar que o outro seria homossexual.

Em determinado momento, Thales teria tirado o pênis para fora da roupa e chacoalhado na frente do rosto de Jhonatan, que estava sentado, o que gerou uma briga. Durante a troca de socos, Jonathan teria sacado uma faca e desferido golpes contra o pescoço de Thales.

Ao perceber que a vítima estava morta, Jonathan teria decepado o pênis, jogando o membro do lado do corpo. Em seguida Jonathan teria arrastado o corpo mata adentro.

Testemunha

Um jovem de 17 anos, que estava usando drogas com o condenado e com a vítima, presenciou o crime e foi ameaçado para não contar o que havia acontecido.

Jonathan fugiu da cidade, mas decidiu se entregar, semanas depois, com medo de ser julgado pelo Tribunal do Crime. Agora, cumprirá pena no sistema prisional paulista.

Nenhuma postagem para exibir