Jovem afirma ter perdido visão após confusão no Varanda’s Lounge Bar

Ela estava esperando a chegada de um motorista de aplicativo, quando foi atingida por uma bomba arremessada pela polícia para conter uma confusão

Sirene de uma viatura da Polícia Militar - Foto: Divulgação

Uma jovem de 19 anos diz que perdeu a visão do olho esquerdo por ser atingida por uma bomba arremessada pela Polícia Militar (PM). A família nega prestação de socorro por parte dos oficiais. Os agentes tentavam dispersar uma confusão, que aconteceu no Varanda’s Lounge Bar, na avenida Castelo Branco, no último dia 25.

No momento do acidente, a mulher estava em um canteiro, esperando que um motorista de aplicativo a levasse para casa. Após ser atingida, ela foi encaminhada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas em razão do grau da lesão, foi transferida para o Hospital das Clínicas (HC).

No local, ela passou por uma cirurgia e, no dia, seguinte recebeu alta. Contudo, por conta dos ferimentos, ela conta que está com problemas para enxergar. Sendo assim, foi até à Polícia e registrou o fato, enquadrado como lesão corporal.

O caso

O Varanda’s Lounge Bar registrou, no último domingo (25), uma confusão motivada pelo desaparecimento de celulares, às 23h do sábado. Em razão disso, a polícia foi acionada para conter os ânimos.

Nas imagens a seguir, é possível ver a PM em ação usando bombas para dispersar a multidão. Três explosões são registradas e, por consequência, pessoas começam a correr.

O estabelecimento onde os fatos ocorreram já foi autuado diversas vezes por descumprir medidas estabelecidas pelo Plano São Paulo. Além disso, promover aglomeração no período de pandemia é punível pelo Código Penal.

Nenhuma postagem para exibir