Imagens fortes | Polícia prende dupla que executou suspeito de abusar de criança em Guariba

Autores se desentenderam com a vítima do homicídio em festa por conta de suposto abuso sexual contra jovem de 12 anos

Continua depois da publicidade

A Polícia Civil de Guariba aprendeu, na manhã desta quarta-feira (23), dois homens, ambos de 22 anos, acusados de executar um suspeito de abusar de uma criança de 12 anos em uma festa realizada em 10 de outubro. O homem andava de bicicleta quando foi alvo de uma série de disparos. Ele morreu na hora.

Um dos homens estava na casa da namorada e o outro na proximidade de uma usina da cidade. Eles serão indiciados por homicídio e estão sujeitos a uma pena de até 30 anos de prisão.

Segundo relato da Polícia Civil, o suposto abuso contra a menor ocorreu durante uma festa, promovida em uma edícula, na qual participaram os dois acusados e a vítima, Nathan de Oliveira Santos 25 anos. Em dado momento da confraternização, a vítima teria supostamente “mexido” com uma criança de 12 anos dentro da piscina.

Nathan foi morto enquanto andava de bicibleta em Guariba – Foto: Redes Sociais

Os acusados teriam tomado as dores da suposta criança e procurado a vítima para tirarem satisfação. Durante a discussão, ocorreu uma briga entre Nathan e os acusados, que levaram a pior apanhando e prometeram “pegar” a vítima fora dessa edícula.

Treta

Ao termino dessa festa, os acusados saíram a procura de Natahn pela rua pilotando duas motocicletas. O suspeito de abusar da menina foi localizado e abordado pelos dois homens presos.

Um deles fez o retorno de moto e sacou uma arma, efetuando vários disparos contra Nathan. O segundo preso chegou logo atrás, em uma segunda moto, parou, aproximou-se da vítima já caída no chão e pisou várias vezes sobre a cabeça dela.

Nenhuma postagem para exibir