Homem que extorquia após envio de nudes se passava por mulher ao falar com vítimas

Duas pessoas foram presas depois de denúncia; suspeitos movimentaram mais de R$ 70 mil

Polícia Civil prende casal acusado de dar golpe - Foto: Lúcio Mendes / Grupo Thathi

Preso nesta quinta-feira (19) por extorquirem homens que encontravam em aplicativos digitais, Ernandes Otávio do Prado Cardoso, 21, e Rosa Maria Freitas Lima, 25, ameaçavam vazar fotos das as vítimas e, para conseguir o dinheiro, Ernandes chegava até a se passar por mulher. No total, eles movimentaram R$ 70 mil em sua conta, segundo a polícia. Nenhum dos dois trabalha.

O casal de amigos conhecia os homens criando perfis falsos em sites de relacionamentos como Facebook, ou aplicativos de encontros como “Sugar Baby, Badoo e Tinder”.

Era Ernandes quem geralmente condizia as conversas. Num período que variava de algumas horas a alguns dias, o papo esquentava e o casal sugeria a troca de fotos íntimas, os chamados nudes. Em alguns casos, Rosa enviava fotos de partes do seu corpo.

De acordo com o delegado Cezar Augusto de Franca, Ernandes, que é homossexual, cuidava das mensagens de voz. Ele chegava a imitar a voz feminina na hora de extorquir as vítimas.

Áudio

Em um dos áudios, conseguidos pela polícia no aparelho celular de Rosa, é possível ouvir Ernandes ameaçando a vítima. “Não é o meu casamento que está em jogo, é o seu“. Ele reclama ainda que a vítima fez o depósito de “apenas” R$ 500, dizendo que a dívida era de R$ 3,5 mil,

“Imitando a voz de mulher, ele disse que a vítima teria que depositar na conta dela R$ 5 mil, senão a foto seria divulgada nas redes sociais. Como se trata de pessoa casada, ele cedeu à chantagem. Por duas oportunidades ele depositou R$ 1 mil e depois mais R$ 500”, contou o delegado.

Como continuou a ser cobrado pelo casal, a vítima deixa caso resolveu procurar a polícia e denunciar. A partir do número da conta bancária em que a vítima realizou três depósitos, a Polícia Civil chegou aos suspeitos.