Homem grava conversa íntima, chantageia jovem e é preso em Ribeirão

Conversas ocorreram através de aplicativo; ele responderá por estupro e pelo registro dos vídeos sem autorização

Polícia Civil de Campos do Jordão prendeu homem em Ribeirão na manha desta quarta-feira - Foto: Divulgação

Um homem de 30 anos, morador em Ribeirão Preto, foi preso, por volta de 6h desta quarta-feira (11), acusado de chantagear uma jovem de 20 anos moradora de Campos do Jordão. Ele conheceu a mulher pela internet e os dois compartilharam imagens sensuais por aplicativos. A partir de então, o homem ameaçou contar tudo aos pais e colocar o conteúdo em sites de pornografia se ela não continuasse a abastecê-lo com vídeos íntimos.

A chantagem durou dois meses e, nesse período, a mulher enviou ao chantagista uma série de filmagens, geralmente atendendo a pedidos. Existe a suspeita que o homem poderia comercializar o conteúdo. A Polícia Civil de Campos do Jordão apura o caso. O suspeito deve responder por estupro e registro de imagens íntimas sem autorização.

Segundo a Polícia Civil de Campos do Jordão, os dois se encontraram pela internet há dois meses, em um aplicativo, e, no mesmo dia, compartilharam fotos íntimas e fizeram uma chamada de vídeo sensual, que foi gravada sem o consentimento ou mesmo ciência da jovem.

Logo depois da filmagem, o homem fez contato com a vítima e afirmou que tinha as imagens. Ele chegou a enviar o vídeo a ela como forma de provar. Desde então, fazia contato frequente até que, dois meses depois e já cansada de sucumbir à chantagem, a mulher resolveu denunciar.

Provas

A jovem procurou a polícia e entregou a cópia das conversas que mantinha com o chantagista através de aplicativos.

De acordo com a Polícia Civil de Campos do Jordão, a identidade do homem foi descoberta depois que o número de telefone do homem foi rastreado. Através do número, foram localizados perfis dele nas redes sociais. Depois, utilizaram essa informação para localizar a residência do suspeito.

Preso, o suspeito foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória de Ribeirão Preto, onde deve permanecer preso até a audiência de custódia.

Nenhuma postagem para exibir