Grávida de oito meses é encontrada morta em Guariba

Corpo de Monaisa Ferreira de Souza Vieira, 25, foi achado ao lado de uma arma de fogo, nesta quinta-feira (9), no bairro Macaúbas; família suspeita que caso se trata de feminicídio

Monaisa chegou a ser socorrida pelo SAMU para o hospital da cidade, onde passou por cirurgia, mas não resistiu Foto: Arquivo pessoal

Uma jovem, grávida de oito meses, foi encontrada com um ferimento por disparo de arma de fogo dentro de uma casa, no bairro Macaúbas, em Guariba, nesta quinta-feira (9). Vítima foi socorrida, mas não resistiu. O bebê passa bem e a família suspeita feminicídio. 

Monaisa Ferreira de Souza Vieira, 25, foi achada ao lado de uma arma, suspeita de ter sido a utilizada pelo agressor, que ainda não foi encontrado. A mulher chegou a ser socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), para o hospital da cidade, onde passou por cirurgia. 

Apesar dos esforços, a vítima não resistiu e morreu. Já a criança, batizada como Olívia, nasceu de um parto de emergência e está bem. Nas redes sociais, a família de Monaisa lamenta a morte da jovem, e diz que o caso se trata de um feminicídio. Segundo os familiares, o responsável pela morte da mulher seria o pai da bebê, um policial militar que manteve relacionamento com a vítima.

“Você é o amor da minha vida. Você é minha irmã preferida. Você é metade de mim. E minha metade se foi. Destruíram seu sonho de ser mãe, destruíram a sua e as nossas vidas, destruíram tudo. Se for da vontade de Deus, nossa Olivia será uma guerreira, cuidarei como se fosse minha filha. Tá doendo, tá machucando, é uma dor inexplicável”, escreveu Elizandra Marieli. 

O corpo de Monaisa será enterrado nesta sexta-feira (10), às 11h, no cemitério de Guariba. A Polícia Civil investiga o caso. 

Nenhuma postagem para exibir