Entregador é espancado por travesti e sofre traumatismo craniano após se recusar a pagar programa

Caso aconteceu na madrugada desta terça-feira (27) em Franca; prostituta foi presa em flagrante por tentativa de homicídio e vítima segue em estado grave

Foto: Redes Sociais

Um entregador sofreu um traumatismo craniano, após ser agredido por uma travesti com uma garrafa de vidro, na madrugada desta terça-feira (27), em Franca. O estado de saúde do homem é grave e ele segue internado na Santa Casa da cidade. A prostituta foi presa em flagrante por tentativa de homicídio. 

De acordo com a Polícia Militar, o desentendimento teria começado após o homem e mais outro entregador terem contratado a travesti para um programa e se recusarem a pagar o valor de R$500,00 final do encontro. Os homens encontraram a mulher em um motel nas proximidades da Universidade de Franca (Unifran) e pagaram um valor de R$140,00 pelo programa. Porém, acreditando que este seria o preço cobrado por toda a noite, os entregadores pediram para que a prostituta ficasse mais tempo do que o combinado inicialmente.

A travesti aceitou, mas cobrou R$500,00 a mais pelo tempo extra, para ser pago no final do encontro, mas quando o programa acabou, os homens levaram a travesti de volta ao Jardim Guanabara, onde faz ponto, e começaram a se recusar a pagar o restante da quantia. 

Revoltada, a prostituta tomou a chave da moto de um dos homens e afirmou que só devolveria após os R$500,00 serem pagos. Por causa disso, um dos entregadores foi para cima da travesti, que o espancou com uma garrafa de vidro, cortando o rosto e o braço do homem. 

A Polícia Militar e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionados. Ao chegar ao local, os agentes verificaram que o rapaz teve um traumatismo craniano, após as agressões e o levaram para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jardim Anita. Devido a gravidade da lesão, o homem foi transferido para a Santa Casa de Franca, onde continua internado com estado de saúde grave.

A travesti permaneceu no local e foi presa em flagrante por tentativa de homicídio. O outro entregador foi levado à delegacia para prestar esclarecimento sobre o ocorrido. O caso foi registrado na Central de Polícia Judiciária (CPJ).

Nenhuma postagem para exibir